Música Internacional: O que rolava na década de 60

A década de 1960 foi marcada pelos músicos que lançaram seus sucessos que são muito conhecidos até os dias de hoje.

O som dos anos 60

Nos anos 60 o rock deixou de ser o som dos jovens e começou a ocupar espaço nas paradas musicais de sucesso.

Músicas que embalaram paixões

O amor sempre foi poliglota, e as canções de amor também.

Música: A História dos Regionais

Nessa fase, ocorreu mais uma imensa contribuição à música brasileira.

Nos tempos da brilhantia: A eterna elegância dos penteados dos anos 60

As influências dos anos da brilhantina permanecem inabaláveis atualmente, quando o visual retrô vai e volta à moda.













Compartilhe nosso Player no Facebook e mostre para seus amigos o que você está ouvindo aqui, é como uma postagem, você pode excluir quando quiser !

Rádio Brilhantina é uma rádio filiada da Rede Web Rádio Épocas a sua rádio saudades.

Nos tempos da Jovem Guarda


No ano de 1965 um programa dominical chamado jovem guarda deu início a um dos maiores e mais notáveis movimentos da musica popular brasileira.

O programa jovem guarda era apresentado pelos mais ilustres cantores da época, sendo eles:

Roberto Carlos
Erasmo Carlos
Wanderléia
Esses três astros da música brasileira tornaram-se símbolo do movimento.

Roberto Carlos passou a ser conhecido com “rei”, Erasmo Carlos como “tremendão” e Wanderléia como “ternurinha”.

Jovem Guarda
O programa dava muita ênfase para artistas e bandas da MPB, alguns dos maiores destaques foram:

Os Incríveis
Os Vips
Renato e seus Blue Caps
Trio Esperança
Golden Boys
Ronie Von
Silvinha
Jerry Adriani
Lilian e Ed Wilson
Martinha
Eduardo Araújo
The Fevers


As composições de Roberto Carlos e Erasmo Carlos traziam a tona em suas melodias uma atitude rebelde.

Que chocava a sociedade da época e enlouquecia a juventude.

No rádio, na televisão e também nos cinemas, os compassos rebeldes da MPB marcaram época e continuam a influenciar gerações até hoje.

Inegavelmente os maiores astros da música brasileira fizeram parte da jovem guarda e consagraram-se como ídolos nacionais.


Apesar da rebeldia presente no movimento, os artistas dessa época entoavam belíssimas canções.

Que tocavam fundo nossos corações, pois traziam em si muito romantismo e paixão.

Além de canções românticas, os festivais de MPB evidenciavam os maiores sociais da época.

Por este motivo, grande parte das músicas da época foram censuradas, e os compositores dessas canções foram presos ou exilados.

Geraldo Vandré foi o autor da melodia que se tornaria o hino contra a repressão. A canção foi intitulada como “Pra Não Dizer Que Eu Não Falei das Flores”.

Que traz em sua letra palavras belíssimas e profundas.


Além de Geraldo Vandré, Elis Regina, Milton Nascimento, Edu Lobo e Jair Rodrigues, também entoaram canções na luta contra a repressão.

Esse e tantos outros conflitos fazem desses artistas grandes representantes da liberdade em nosso país.

Demonstrando que além de talentosos, nossos astros musicais também possuem grande importância histórica.



Fonte Informações:fmhits.com.br